Cartaz web

  

X Seminário Memória, Documentação e Pesquisa:

O legado da UFRJ em cem anos de História

04 e 05 de Setembro de 2019

UFRJ – Praia Vermelha – Auditório Pedro Calmon  

  

Este evento é organizado pela Divisão de Memória Institucional (DMI) do Sistema de Bibliotecas e Informação (SIBI) da Universidade Federal do Rio de Janeiro que desenvolve atividades permanentes de pesquisa, com o objetivo de viabilizar mecanismos para o diagnóstico, a identificação, a assessoria técnica, a preservação e a disseminação de acervos documentais escritos, iconográficos, cartográficos, artísticos e orais, como também o patrimônio arquitetônico, raro e histórico que representem a história e a memória da UFRJ. 

Com a intenção de divulgar as pesquisas desenvolvidas pela DMI/SIBI realizamos anualmente a série de Seminários Memória, Documentação e Pesquisa. A décima edição desse ano contemplará a temática sobre a efeméride do centenário da Universidade e a trajetória do seu legado científico, tecnológico, cultural, político e artístico na história do Brasil Republicano. Devemos ressaltar que as comemorações iniciadas com os trabalhos que serão apresentados neste décimo Seminário encerrar-se-ão, em 2020, na inauguração da Exposição “UFRJ 100 Anos” com o acervo memorialístico e histórico da Universidade.

 

Cada apresentador de trabalho poderá somente se inscrever em apenas um eixo temático, e devem ser realizadas de acordo com os seguintes eixos temáticos:

(1) História e Memória Institucional

(2) Acervos e Patrimônio

(3) Trajetórias e Biografias

(4) Universidade, Sociedade e Cidadania

 

Informações: memoria.sibi.ufrj.br

E-mail de contato: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

 

Clique aqui para acessar o formulário de inscrição de ouvintes.

 

PROGRAMAÇÃO

Dia 04 de Setembro de 2019

8h30 - Credenciamento

9h30 – Solenidade de Abertura do Seminário

Reitora da UFRJ – Denise Pires de Carvalho 

Coordenadora do Fórum de Ciência e Cultura – Tatiana Marins Roque                                                                                                                                                                                            Coordenadora do Sistema de Bibliotecas e Informação – Paula Maria A. Cotta de Mello

Diretora da Divisão de Memória Institucional – Andréa Cristina de Barros Queiroz

10h – Conferência 1: Memória e comemoração: o legado da UFRJ – Marieta de Moraes Ferreira (UFRJ / FGV)

12h – Almoço

13h – Diálogos 1: A UFRJ em tempos autoritários (1964-1985) – Andréa Cristina de Barros Queiroz (UFRJ)

14h – Mesa-redonda 1: História e Memória Institucional

O passado que não passa: lugares de memória da Ditadura Militar na Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) – Rafaela Domingues Pereira

Ocupação da reitoria da UFRJ: cinema, memória política e criatividade – Felipe Teixeira Bueno Caixeta

Arquivo do Instituto de Educação Superior Presidente Kennedy: uma memória escolar do Rio Grande do Norte – Mariza Silva de Arapujo

16h – Mesa-redonda 2: Acervos e Patrimônio 

O arquivo de Gilberto Velho: memória, institucionalidade e o legado da Antropologia brasileira – Anna Beatriz Oliveira Menezes Costa 

Biblioteca Jorge de Abreu Coutinho: um olhar histórico para a Química no Brasil – Heloisa Helena Costa 

O uso do telescópio T. Cooke & Sons nas atividades de ensino e pesquisa do Observatório do Valongo – Maria Alice Ciocca de Oliveira e Rundsthen Vasques de Nader 

Preservar é Preciso: a criação do Grupo de Trabalho de Acervos Culturais do Centro de Ciências da Saúde – Elizabeth Accioly, Aurea Ferreira Chagas, Diana Maul de Carvalho, Erica Negreiros, Ludmila Ribeiro, Maria Angélica de Almeida Peres, Patrícia Danza Greco, Patrícia de Andrade Risso.

 

Dia 05 de Setembro de 2019

9h30 – Lançamento do livro digital organizado pela DMI/SIBI: A Universidade e a sua diversidade patrimonial: memória, história, cultura e arte

10h – Conferência 2: A política de memoria institucional da Fiocruz: o fortalecimento da cultura democrática – José do Nascimento Junior (Fiocruz)

12h – Almoço

13h – Diálogos 2: A Vitrine da Memória de uma coleção especial – Camila Teixeira (UFRJ)

14h – Mesa-redonda 3: Trajetórias e Biografias

Entre utopia e realidade: A Professora Marylka Mendes e sua atuação na área da conservação-restauração na Escola de Belas Artes da UFRJ - Ana Paula Corrêa de Carvalho

Horácio Macedo: linha do tempo e as marcas discursivas nos recortes da memória - Margareth Monteiro Gadelha

Entre papeis e memórias: reconstruindo a trajetória acadêmica de Yvonne Maggie – Juliana Maia Mendes

16h – Mesa-redonda 4: Universidade, Sociedade e Cidadania

Compartilhando saberes entre a educação não formal e a educação formal:

Interações entre o Museu e a Escola – Gabriella da Silva Mendes

A segunda Cinelândia carioca: uma análise sobre o fim dos cinemas da Praça Saens pena entre 1970 e 1999 e seu impacto para a vida social dos tijucanos – Danielle Lima Rodrigues

Breves comentários a “Instintos e Instituições”: “Delírio” da “parte maldita” da "TRANSLGBTFOBIA"? – Vanessa Santos do Canto

 

PUBLICAÇÃO

Orientações para Apresentadores deTrabalho e Autores

1) Os apresentadores de comunicação oral deverão se inscrever até 20 de Agosto de 2019;

2) Os apresentadores de comunicação oral deverão submeter, no ato da inscrição, 1 (um) resumo do trabalho e até 60 (sessenta) dias após a realização do Seminário o texto completo;

3) Cada apresentador/a só poderá submeter 1 (um)  resumo e 1 (um) texto completo;

4) Os resumos e os textos completos serão submetidos à Comissão de Avaliadores Ad hoc e deverão atender aos seguintes critérios:

          A)   Relevância das propostas com a temática do Seminário;

          B)   Clareza na exposição das ideias e construção dos argumentos;

          C)  Coesão textual e conclusão;

          D)  Apresentação de todas as referências citadas no texto.

5)  A inscrição de trabalho de comunicação oral poderá ser de um/a autor/a ou de coautores, desde que devidamente cadastrados na página eletrônica do Seminário;

6)  Não será permitida a inclusão ou exclusão de coautores após o prazo final da submissão do resumos e textos.

7)  Não serão aceitas as submissões de mais de um resumo. A Comissão Organizadora irá considerar apenas a data da primeira submissão;

8)  O conteúdo dos resumos e dos textos é de inteira responsabilidade dos autores.

Normas de formatação dos textos completos

Os textos completos dos trabalhos apresentados deverão seguir a formatação descrita abaixo. Não serão aceitos e consequentemente não serão publicados os textos que não estiverem de acordo com esta formatação.

Formatação Geral

Fonte Times, corpo 12, espaçamento simples e margem justificada. No mínimo 15 e no máximo 20 laudas contando com as referências bibliográficas.

O título em letra maiúscula e em negrito. Não utilizar sublinhado e utilizar itálico apenas para grafias estrangeiras.

Na linha abaixo do título, inserir o/a autor/a ou os/as autores/as. A identificação da autoria deve ser colocada no rodapé no final da página, com dados acadêmicos e institucionais e e-mail.

As citações diretas no texto deverão ter no máximo 3 (três) linhas e ser antecedidas e finalizadas com aspas e apresentarem a referência bibliográfica da citação entre parêntesis no corpo do texto, por exemplo (QUEIROZ, 2017, p.7).

As citações maiores que 3 (três) linhas deverão ser apresentadas em texto recuado com parágrafo de 4 (quatro) cm e apresentarem a referência bibliográfica da citação entre parêntesis no corpo do texto, por exemplo (QUEIROZ, 2017, p.7).

As notas deverão ser apresentadas no rodapé da página e devem estar formatadas em Times; corpo 10.

A função das notas deve atender às explicações que se façam necessárias para à compreensão maior do texto, assumindo, contudo, uma relevância de segundo plano.

As referências bibliográficas devem ser apresentadas no final do texto, seguindo as Normas da ABNT.

Poderão ser incluídas imagens, gráficos, quadros e/ou tabelas no texto. Em quantidade de no máximo de 6 (seis). Elas devem estar localizadas exatamente na ordem definida pelo autor. Toda figura deverá ser identificada, logo abaixo, com uma legenda em corpo 10; numerada e em sequência – Figura 1, Figura 2, Figura 3, Figura 4, Figura 5 e Figura 6. Toda legenda de figura deverá identificar a fonte e o lugar de onde foi retirada. As imagens devem apresentar a definição de 300 dpis e no formato máximo de 7 x 5cm.

UFRJ SiBI - Divisão de Memória Institucional da UFRJ
Desenvolvido por: TIC/UFRJ